domingo, setembro 05, 2004

Os 10 comportamentos mais gays do Arthur



Quando pedi a lista ao Capa (apelido mundialmente famoso do Victor Caparica) eu imaginava que coisa boa não viria... pois é, só que o absurdo da ofensa a minha pessoa é tão grande que reservei esta lista para o final. Sim, finalmente chegamos ao fim de nossas comemorações!

O Victor é um de meus melhores amigos (sim, a maioria do pessoal que convidei é), fez faculdade comigo, eu sei todas as senhas de banco dele, esse tipo de coisa! (tá, esqueço elas NO INSTANTE em que ele me diz, mas poderia anotar! Não faço porque sou HONESTO....). Bom, o meu crápula favorito é dono do excelente (e ultimamente pouco atualizado) Cego em Tiroteio, e - obviamente - fez parte junto comigo do podcast do blog, que eventualmente, um dia, voltará! Enquanto isso, apreciem ele ofendendo minha moral... vocês chorarão de rir, eu chorei...

_______________________________________

Quando o Arthur me pediu uma lista de 10 itens e começou a explicar a ideia das postagens, confesso que nem ouvi tudo o que ele disse. Na verdade, eu raramente presto muita atenção no que ele diz, mas dessa vez ouvi o bastante para saber exatamente qual lista faria, uma oportunidade única de fazer justiça e expôr ao mundo a natureza de nosso tão querido amiguinho.

Então cá estamos, com 10 itens listando os comportamentos mais gays do sujeito, e os deuses sabem o trabalho que foi separar só 10 tópicos para vocês. É possível, finalmente, que algum item da lista seja, digamos, uma imputação livre de conceito, ou se preferirem uma invenção de minha parte, mas o divertido é que vocês nunca saberão qual é. Boa diversão.


10 - Chiliques Abruptos Sem Razão.

Consigo lembrar de pelo menos duas ocasiões em que isso aconteceu. Na primeira, estávamos na república onde Arthur e Thiago (do Todo Mundo Mente) sobreviviam. Começou uma discussão acerca de se o maior poeta da música brasileira tinha sido ou não o Cartola, e como alguém (Thiago) disse que era qualquer outra pessoa, nosso Malaspina de estimação começou a gritar, entrou na república (estávamos no quintal), bateu a porta e tome chilique a lá Tony Garrido. A segunda ocasião eu juro que não lembro o motivo do chilique, mas foi no SESC de Araraquara/SP e culminou no sujeito enfiando a bicuda numa cadeira de plástico da plateia. Curioso que sempre eu e o Thiago que tínhamos que aguentar.




09 - Molho de Macarrão.

Essa eu deixei para o fim da lista, porque mesmo sendo uma viadagem imensa, perto dos feitos de nosso herói fica até pequeno. Saibam, pois, que o rapaz criado pela avó e puxado pela mão foi acostumado a só comer macarronada de molho de tomate fresco, só não tão fresco quanto ele próprio, que implica que se ele não fizer o próprio molho, não tem negócio. Não é como se ele ficasse só dando chilique de comer macarronada com Pomarola, não, não, ele simplesmente prefere não comer macarrão. Agora, vivendo 4 anos em regime universitário, vocês imaginem como isso nunca deu problemas...





08 - Grey’s Anatomy.

Vou resumir para você que não conhece: É uma novela das oito travestida de série médica, onde os pacientes morrem por toda parte enquanto os médicos estão ocupados transando entre si e resolvendo seus problemas afetivos. A história toda gira em torno de uma médica querendo ser feliz com um cirurgião boa pinta e o objeto de nossa presente lista assistiu só a todas as temporadas. Mas o pior, como o leitor notará logo adiante, é que esta nem é a série mais gay que ele assiste.





07 - Nintendo 3DS do Pikachu.

Essa ficou também para o fim da fila, apesar de ser um item poderoso que mereceria o Top 3. O motivo é que esse Nintendo 3DS estilizado do Pikachu foi lançado no Japão e eu tive que ouvir do triste arremedo de homem que é Arthur Malaspina que (sic) “Só não vou comprar o 3DS fofinho do Pikachu porque não vende no Brasil”. E tudo o que tenho a dizer sobre isso é: Obrigado, Nintendo.





06 - My Fair Lady.

Vou tentar resumir para não parecer homofóbico, o que certamente não sou ou não seria amigo do objeto desta lista há tanto tempo. My Fair Lady não é só um musical, o que já daria para zoar um pouco, mas é também o musical mais gay de todos os tempos e, vejam vocês, o musical favorito do Malaspina! Para quem não conhece, tome aí um trecho do Youtube:






05 - Kirby. 

Esse simpático personagem apareceu pela primeira vez no game de 1992 “Kirby’s Dream Land”, do designer japonês Masahiro Sakurai, que achou que um personagem fofinho, rosado e chamado de Guerreiro das Estrelas pudesse talvez ter um apelo melhor para o público infantil feminino. Eu poderia falar mais sobre esse personagem e sobre as afeições do Arthur para com ele, mas deixarei apenas a imagem para vocês considerarem.






04 - Uma Determinada Noite. 

Eu não estava nem no mesmo município, e não vou dar detalhes da história para não vilipendiar o nível do texto, mas desafio aqui publicamente o senhor Arthur de Oliveira Malaspina a apontar alguma inverdade na frase “No ano de 2013, em determinado sábado, Arthur de Oliveira Malaspina passou uma noite extremamente agradável completamente alcoolizado ao lado de dois belos travestis”. Sabem o que é o mais legal? Esse nem é o item da lista que inventei por conta própria.





03 - Little Bauru.

Esse era o nome da república onde o Arthur e o Thiago viveram juntos e em pecado por quatro anos, o palco de tantas situações homoafetivas que me custa aqui separar só duas para ilustrar. Primeiro, vamos situar que a Little Bauru era uma kitnet bem pequena, ideal para uma pessoa magra, de baixa estatura e com poucos pertences. Assim,é seguro dizer que a relação sócio-sexual entre os moradores era no mínimo muito próxima, tão próxima que quando ambos contraíram dengue em 2008 muitos consideramos se não seria uma variação sexualmente transmissível. Interessante é que mesmo em uma relação tão estreita, havia lugar para individualidades bonitas de se observar, como no dia em que testemunhei uma legítima briga de marido e marido iniciada porque, vejam vocês, um dos dois displicentemente tomou Coca-Cola na caneca particular do outro. Não, não estou mesmo inventando, essa eu presenciei, e foi tão cômico/constrangedor quanto parece.





02 - Glee.

Eu realmente poderia trazer uma sinopse da série e depois fazer piadas ironizando toda a testosterona envolvida na produção, mas francamente todo mundo aqui conhece Glee e sabe do que estamos falando, certo? Vou então me limitar ao comentário de que como eu havia dito Grey’s Anatomy não era o item televisivo mais gay dessa lista, e creio que agora o leitor concorda comigo. Vamos então ao grand finale:




1 - Hibisco.

A Hibiscus sabdariffa é uma planta de estética muito apreciada por decoradores de ambientes e outros profissionais amplamente reconhecidos por sua masculinidade inerente. Não é, no entanto, esse aspecto o que mais encanta nosso objeto de estudo, mas sim a sublime infusão de sabor delicado e aroma campineiro que suas flores cheias de virilidade intrínseca produzem, pública  notoriamente o chá favorito do meninão, como pode ser facilmente comprovado com uma rápida leitura de suas redes sociais, onde ele volta e meia compartilha seus gostos sofisticados. 

Para concluir, cabe deixar muito claro que o grande valor deste estudo é o de demonstrar, e para isso melhor exemplo não há, que ainda que existam evidências acerca da heterossexualidade aparente do sujeito dono deste blog, este adotou para si uma clara identidade social gay, que em última análise colabora para a extinção do preconceito e fomenta uma lista de 9 viadices reais e uma inventada, o que por si só já é razão para nos alegrarmos. 



___________________________________________

Tenho vontade de revelar o item falso, mas não estragarei a brincadeira do Capa... Mas me reservo ao direito de dizer que apesar de gostar muito do Kirby, o senhor Fábio Gerônimo é o maior fã da bolinha cor de rosa da Nintendo que conheço! E não, NUNCA como massa fora de casa, é um desgosto que não consigo suportar...


9 comentários:

Maciel T. disse...

Eu geralmente não comento em outros blogs que não no meu. Mas dessa vez, o Caparica (cujo senso de humor cor azul-tomate eu já conhecia lá dos confins do Puxacast, o Podcast do Puxa Cachorra em que o Arthur costumava escrever)realmente conseguiu ir além de tudo o que eu esperava! Gostei muito!

Abraços a toda a equipe do Han Atirou Primeiro!

PS: Sem abraço para você, Arthur! Depois do que li aqui, acho que pode até ser perigoso! kkkkkkk

Arthur Malaspina disse...

Valeu Maciel, mas é TUDO INTRIGA, TUDO INTRIGA! (Pior é a Daniela querendo mandar mais exemplos pro Victor, estou mal mesmo)

Maciel T. disse...

Então tem mais exemplos?
TEM MAIS EXEMPLOS?

AI, PESSOAL!
BORA TODO MUNDO ORGANIZAR UM PROTESTO NA FRENTE DA CASA DO VICTOR PARA ELE ESCREVER UMA PARTE II!

Daniela disse...

Capaz de conseguir fazer outro top 10!!!

Arthur Malaspina disse...

Olha o complô!

Thiago Augusto Corrêa disse...

Convivi com esse viadinho por 4 anos. E sim, dá pra fazer ao menos mais dez itens com folga ainda.

Silvia Lúcia disse...

Nunca ti tanto!!!!!

Arthur Malaspina disse...

10 itens tá de bom tamanho!

Vinício disse...

E a vez que ele me pediu para tirar uma mariposa da casa, mas SEM MATAR O ANIMALZINHO.

tsc tsc tsc